quinta-feira, 14 de março de 2013

O que temos feito com aquilo que recebemos?

Elaine Mei Torquato


Culto das Mulheres 13/03/2013 - Snt Araucária

A Pastora Elaine Mei Torquato nos trouxe uma palavra em I Co 9:15-27.






"Mas eu de nenhuma destas coisas usei, e não escrevi isto para que assim se faça comigo; porque melhor me fora morrer, do que alguém fazer vã esta minha glória. Porque, se anuncio o evangelho, não tenho de que me gloriar, pois me é imposta essa obrigação; e ai de mim, se não anunciar o evangelho! E por isso, se o faço de boa mente, terei prêmio; mas, se de má vontade, apenas uma dispensação me é confiada. Logo, que prêmio tenho? Que, evangelizando, proponha de graça o evangelho de Cristo para não abusar do meu poder no evangelho. Porque, sendo livre para com todos, fiz-me servo de todos para ganhar ainda mais. E fiz-me como judeu para os judeus, para ganhar os judeus; para os que estão debaixo da lei, como se estivesse debaixo da lei, para ganhar os que estão debaixo da lei. Para os que estão sem lei, como se estivesse sem lei (não estando sem lei para com Deus, mas debaixo da lei de Cristo), para ganhar os que estão sem lei. Fiz-me como fraco para os fracos, para ganhar os fracos. Fiz-me tudo para todos, para por todos os meios chegar a salvar alguns. E eu faço isto por causa do evangelho, para ser também participante dele. Não sabeis vós que os que correm no estádio, todos, na verdade, correm, mas um só leva o prêmio? Correi de tal maneira que o alcanceis. E todo aquele que luta de tudo se abstém; eles o fazem para alcançar uma coroa corruptível; nós, porém, uma incorruptível. Pois eu assim corro, não como a coisa incerta; assim combato, não como batendo no ar. Antes subjugo o meu corpo, e o reduzo à servidão, para que, pregando aos outros, eu mesmo não venha de alguma maneira a ficar reprovado.  (1 Coríntios 9:15-27)"

  Nesse versículos fala que o Apostolo Paulo, via o ide de Jesus como uma obrigação, ele sabia que ele tinha que levar a palavra, tinha que levar o amor de Jesus para todos.  Assim nós também vamos fazer, porque as vezes reclamamos de tantas coisas em nossas vidas, que não olhamos para o próximo que precisa muito mais do que nós.
A Pastora contou que quando ela morava em Cuiabá, ela participou de uma célula em um presidio, e enquanto ela e sua amiga faziam o culto, uma mulher que muito estranha em sua aparência, estava passando a gilete próximo do pescoço, e estava se cortando, e ela conta que enquanto ela falava aquela mulher ficava passando a gilete, e ela ficou com muita gastura, porque imagine a dor, mas Deus naquele momento a ministrou em seu coração que ela tinha que amar, ter compaixão daquela mulher, e então a mulher sentou do seu lado, e falou que estava naquele lugar porque ela buscava esperança, e assim somos nós temos que ter compaixão das pessoas, temos que ser anunciadores de esperança.
Ser MULHER SARADA é ajudar a sarar o próximo. Paulo passou por muitas dificuldades, e ele escreveu as melhores coisas nas piores condições.

A Pra Elaine falou que uma vez por mês, nós mulheres vamos visitar asilos, orfanatos etc, porque não temos que ficar como ovelhas gordas só comendo da palavra e não a transferindo para alguém.

    lar_de_idosos_de_araucaria 
  • Lar de Idosos de Araucária

    Execução:
    Colaboradores GRI, voluntariamente em novembro/2010, realizaram diversas atividades tais como reforma e pintura predial, reposição e conserto de telas protetoras e gramado, além de atividades de recreação e entretenimento a mais de 30 idosos e amigos que utilizam ou residem no Lar de Idosos de Araucária.


    Início do Projeto: outubro/10

    Público atingido: mais de 30 idosos



















A instituição atende 18 crianças e jovens que foram encaminhadas ao local pelo Conselho Tutelar, por encontrarem-se em situação de risco. Além do auxílio da Prefeitura, a casa é mantida por doações feitas por empresas e pela comunidade.
Serviço
A Casa Lar fica localizada na Rua Benjamim Constante, n° 721, no Centro de Araucária. O telefone para contato é o 3642-1612.


Deus está nos chamando para sair para fora, para levar o evangelho, se não fizermos a nossa parte corremos o risco de sermos reprovadas pelo Senhor.

Ela também leu Efésios Cap 4 v 1 ao 13, que fala sobre os dons, ela ministrou que temos que identificar nossos dons, para desempenhá-los no culto, para que cada mulher segundo o seu dom possa trabalhar.


"Rogo-vos, pois, eu, o preso do Senhor, que andeis como é digno da vocação com que fostes chamados, com toda a humildade e mansidão, com longanimidade, suportando-vos uns aos outros em amor, procurando guardar a unidade do Espírito pelo vínculo da paz. Há um só corpo e um só Espírito, como também fostes chamados em uma só esperança da vossa vocação; Um só Senhor, uma só fé, um só batismo; Um só Deus e Pai de todos, o qual é sobre todos, e por todos e em todos vós. Mas a graça foi dada a cada um de nós segundo a medida do dom de Cristo. Por isso diz: Subindo ao alto, levou cativo o cativeiro, E deu dons aos homens. Ora, isto-ele subiu-que é, senão que também antes tinha descido às partes mais baixas da terra? Aquele que desceu é também o mesmo que subiu acima de todos os céus, para cumprir todas as coisas. E ele mesmo deu uns para apóstolos, e outros para profetas, e outros para evangelistas, e outros para pastores e doutores, Querendo o aperfeiçoamento dos santos, para a obra do ministério, para edificação do corpo de Cristo; Até que todos cheguemos à unidade da fé, e ao conhecimento do Filho de Deus, a homem perfeito, à medida da estatura completa de Cristo,  (Efésios 4:1-13)"




Nenhum comentário:

Postar um comentário